I am a born competitor

Blog  /   /  By Gilbert Burns

I have competed many times in jiu-jitsu, I did it my whole life, I’ve been training since I was 12 years old. I did not wait a long time to compete in my first competition. I am a born competitor. I started competing in the sport, I liked the adrenaline. Of course I get nervous, just like everyone else. But I have an antidote to cancel my nervousness, I do not let it dominate me. I clear my mind until the end of the day. I’m always hitting the hammer saying, “We will complete the goal. I can do it. I can achieve”. I believe in myself, I believe in me.

When I accept a fight, whether it is in the UFC or jiu-jitsu, I know I can win. The first thing I do is that I believe I can win. I do not like to do anything halfway and do not skip steps. I’m very detail oriented with my workout and I separate in many ways. I reserve my time for food, for strength and conditioning, and then I will rest the body for the next steps. I also reserve some time for myself, with my preparation, with my mentality and my wife. This all leaves me very calm to contest any challenge. I also think of two possibilities: victory and defeat. I am not afraid to fail, to risk. But I always want to win. All of this is a combination, but I know there is a chance I could fail, I am a human being. Then the desire to win gains control over me. Give your best and you will be happy. Since the beginning I was already training like a pro. It’s your job, take good care of your machine.

[À LÁ DURINHO] Eu já competi muito no jiu-jitsu, fiz isso a minha vida inteira, desde os 12 anos, idade em que comecei a treinar. Não esperei um determinado tempo para competir, caí dentro logo da primeira competição. Sou um competidor nato. Eu comecei no esporte competindo, gosto muito da adrenalina. Lógico que fico nervoso, como todo mundo fica. Mas eu tenho um antídoto para anular meu nervosismo, eu não o deixo me dominar. Eu blindo minha mente assim que acordo até o final do dia. Sempre estou batendo o martelo dizendo: “Vamos concluir o objetivo. Eu posso. Eu consigo”. Acredito em min mesmo, na minha pessoa. Quando aceito uma luta seja no UFC ou no jiu-jitsu, sei que posso ganhar. A primeira coisa que faço é essa, acredito que posso ganhar. Não gosto de realizar nada pela metade e nem pular metas. Sou bem detalhista com meu treino e o separo de várias formas. Eu reservo meu tempo para alimentação, treino forte e estratégico, e depois vou descansar o corpo para as próximas etapas. Também reservo um tempo só para mim, com meu preparado, com meu psicólogo e com minha esposa. Isso tudo me deixa bem tranquilo para disputar qualquer desafio. Também penso em duas possibilidades: vitória e derrota. Não tem medo de falhar, de arriscar. Mas sempre quero ganhar. Tudo isso é uma combinação, mas sei que posso falhar, sou um ser humano. A vontade de ganhar me controla mais. Dê o seu máximo e você vai ser feliz. Desde novo já treinava como um profissional. É o seu trabalho, cuide bem da sua máquina.

– Gilbert “Durinho” Burns

 #TeamDurinho 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
Related Posts

The European tour has been amazing. It’s inspiring to have so many people come to learn and...

A special message from Gilbert “Durinho” Burns to his fans around the world! Veja este vídeo, em...

Another week of training in the books.